Fintechs: Brasil líder e RoboBanker no ecossistema

Segundo uma pesquisa do Banco Interamericano de Desenvolvimento em parceria com Finnovista no final de 2018, o Brasil é líder em número de Fintech em Latam, sendo 380 do Brasil, 273 do México, 148 de Colômbia, 116 de Argentina, 84 no Chile, 57 no Perú, 34 no Equador, 28 em Uruguai e 11 na Venezuela; relatório publicado na Forbes e em Conexão Fintech.

Por outro lado, uma pesquisa da PricewaterhouseCoopers (PWC) em parceria com a Associação Brasileira de Fintech também em 2018, mostra o ecossistema das Fintechs no Brasil, com interessantes dados, mostrando que a região Sul e Sudeste reúne 93% da Fintech participantes, sendo São Paulo sede de quase mais da metade dessas empresas com 58%.

Nesta pesquisa também observamos a porcentagem de participação de cada segmento das Fintech:

  • Meios de pagamento: 25%
  • Créditos, financiamentos: 21%
  • Gestão Financeira: 8%
  • Gestão de investimentos: 6%
  • Seguros: 6%
  • Bancos digitais: 6%
  • Moedas digitais: 6%
  • Multiserviço: 4%
  • P2P Lending: 3%
  • Eficiência financeira: 3%
  • Crowdfunding: 3%
  • Contabilidade: 1%
  • Câmbio: 1%
  • Outros: 8%

A Finnovation publica que as 5 tendências de Fintech para 2019 seriam: 1) Open Banking, 2) Pagamentos e a nova regulamentação esperada, 3) Crédito e os novos modelos, 4) Investimentos e a onda de pensamento liberal e 5) As Criptomoedas e o novo ciclo.

Como sabemos o Banco Central já iniciou o processo de implementação do Open Banking (Abril 2019) e hoje 02/07/19 a CVM deu início ao processo sobre exclusividade dos AAI com as corretoras, abrindo uma audiência pública conceitual (noticia publicada em diferentes meios). Com esta abertura o agente autônomo pode oferecer, por exemplo, fundos de investimentos disponíveis em diferentes plataformas ampliando o universo de ativos, sem ficar apenas com o portfólio da prateleira.

89% dos consumidores de serviços financeiros no Brasil têm interesse em robo-advisory, em Tailândia é 90%, Indonésia 92%, no Chile 84% e Austrália 61%, Assim como 84% dos consumidores de consultoria de investimentos no mundo querem personalização baseado nos seus objetivos (Accenture 2017).

A RoboBanker participa do ecossistema Fintech, ocupando uma posição de liderança devido à combinação de avançados métodos Quant e Tecnologia de alta performance, hoje em dia é reconhecido pelos seus parceiros no mercado, que conhecem perfeitamente sobre a dificuldade de criar alocações de investimentos em tempo real para a massa de clientes PF.

São informações e noticias otimistas que podem trazer uma maior abertura no mercado com a democratização de oferta de serviços de alta performance.

Não pare por aí

Tem mais para explorar

O mundo se tornará mais digital…

Conforme temos comentado ultimamente, a digitalização dos serviços de wealth management é o caminho certo. Entrevista da Bloomberg (07/05/2020) a Amy Lo, Global Wealth Management

Fonte ACN

Coronavírus e o impacto nos Robo-Advisor

Definitivamente o mercado não será igual após a experiência do Covid-19, principalmente porque estamos ante a iminência de tudo automatizado e digital, o Codiv-19 ajudou